quinta-feira, março 10, 2005



É dificil de digerir. Sobretudo a lucidez de uma criança num meio caótico e cheio de sentimentos que pesam tonelas.
Enquanto muitos passamos pela vida a queixar-nos dela outros, na adversidade, recriam-na de maneira a que a mesma tenha contornos de ficção.
Aqui deixam-nos entrar, vampirizar e espreitar várias existências carregadas de dureza. Vemos vidas que a maior parte de nós tentaria esconder.
Mas no epicentro da tempestade uma das almas frágeis resiste mantendo a sanidade e tentando compôr qualquer coisa que desde cedo se mostra sem concerto.
Tarnation é no fundo uma grande lição de amor, pela vida.

"This is you, eyes closed, out in the rain?"


...you kind of like it being like this, fighting the cold and feeling the water seep through your shirt and getting through to your skin, and the feel of the ground growing soft beneath your feet, and the smell and the sound of the rain hitting the leaves. All the things they talk about in books you haven't read.
This is you.
Who would have guessed it? You.